Páginas

A imperfeição é bela, a loucura é genial e é melhor ser absolutamente ridículo que absolutamente chato.

quarta-feira, setembro 15, 2010

Fatiga


Se é vida,não há mesmo por que deixar de ser...


 Mas que ânsia é essa,que vigia,acusando esse pudor que conservo,e, sem destreza,não nego;

É que esse ar envenenado,cria-me faces,e não me movo,por medo de safar-me.

Fora de qualquer alusão,repreendo-me genuínamente,por vergonha de acreditar
de insistir,de olhar,de velar,demonstrar,ou de beijar cheio de fatiga os olhos e lábios teus.

Mas algo é certo,contesto,nós não merecemos a tristeza que atribuímos a este mundo.


14 comentários:

  1. Sei como é isso! SOFRO DISSO, OU ATÉ ME ORGULHO DISSO!
    O rejeitar o próprio desejo...
    ...O pudor.
    ...o sentimento!


    "Mas algo é certo,contesto,nós não merecemos a tristeza que atribuímos a este mundo." ADOREI ESSA ÚLTIMA FRASE.

    Talvez seja nossa ótica que deveria mudar, mudar um pouco, quem sabe algo não melhoraria :)
    foi isso que me veio quando li.
    .

    ps.: não hesito em elogiá-la, você sempre manda bem.

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm tenho mto disso de rejeitar certos sentimentos.

    Adorei aqui.
    =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Dando uma voltinha pela blogsfera, conhecendo novos espaços, interagindo e fazer novas amizades, assim cheguei até aqui.

    Fica aqui o convite para conhecer o meu espaço, será um prazer te receber.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  4. Quanto mais te repudias, mais este vai te perserguir

    até o momento que se perderá em meio a seus desejos

    e nada mais fará tão sentindo quanto faz agora


    belo poema

    ResponderExcluir
  5. "não merecemos a tristeza que atribuímos a este mundo.
    " também acrdito nisso, ainda mais que não somos desse mundo somos uma praga enviada por deus que nos expulsou do seu mundo

    ResponderExcluir
  6. Concordo com a parte de que não merecemos a tristeza que atribuímos a esse mundo... Cabe a cada um de nós não se conformar com ela. bjs e obrigada pelo comments no meu espaço.

    ResponderExcluir
  7. Cabe a nós, não deixar a tristeza tomar conta

    ResponderExcluir
  8. Ah, me identifiquei, e a frase final simplesmente arrebatou!

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  9. ohhh Rívia, me faltam palavras para descrever a mágica que vc faz com as palavras. Essa postagem esta bem o meu momento. Negar sentimentos, negar uma condição...Como é dificil lidar com as "burocracias" da Alma.

    Sempre por aqui...

    beijos

    ResponderExcluir
  10. adorei o texto demais s2
    Volte sempre ao la tavarina rs bjs

    ResponderExcluir
  11. Acho que a overdose de tristeza, a embriaguês salgada por milhares de lágrimas, os sonhos incompletos, são o último passo para os dias coloridos.
    É preciso sobreviver a todas as sombras que ainda sabem onde o nosso sol se esconde.
    A felicidade só pode ser plena quando se descobre o quanto de tristeza podemos beber.
    E isso sim, cansa...

    O texto é ótimo, Rivia.

    ResponderExcluir

Gosto de críticas,mas respondo a insultos.