Páginas

A imperfeição é bela, a loucura é genial e é melhor ser absolutamente ridículo que absolutamente chato.

terça-feira, janeiro 11, 2011

Indulgência

Dois caminhos a escolher / No fio de uma navalha / Permanecer atrás / Seguir adiante
Joy division,Something must break

   Metamorfoses.as vejo o tempo todo.Aliás,quem não as vê?todo mundo faz,todo mundo sente.afinal,todo humano troca de pele de dois em dois meses.Também se unhas.Pode ser que se recicle.Ou que se decomponha.   
   Mesmo na minha julgada sapiência,minha medíocre lucidez não faz uso de nenhum processo químico que pudesse gerar uma reação.que produzisse espasmos de inconsciência em mim,para que eu pudesse desfrutar do elixir de uma normalidade.Mas,isso,nem com alquimia.Aliás,a intenção dos alquimistas nunca foi transformar ouro em ferro.
   Mas a questão é:sem divagações,não há filosofia que valha,ou prudência que seja prudente.E nem coração que seja inerte.Por isso a importância da divagação,da indagação.Das probabilidades.Enfim:objetividade é ou não é um requisito forte?Que se faz com a pressa,nesse mundo que todo mundo corre feito louco,mal leem teu currículo,te dão um olá automático,nem olham nos teus olhos...
   Insistir sempre na mesma fracassada ideia não faz sentido nem para um persistente,ou um lutador.é que o persistente não questiona a desistência,e o lutador é persistente.Tanto quanto os filmes são mentirosos,e a melhor fonte de ilusão.Ou tanto quanto a música é tão crença quanto religião.Ou como obstinação é delírio,e dos bons.
   É preciso empurrar os seixos morro abaixo,para depois então obter.Um artista nunca contempla sua obra completa,sempre há de lhe faltar um pedaço,o que ficou dentro dele,e que só ele sabe.E sabe só.É a mesma coisa que um espírito em rebelião,mal pode se conter,de tanto que há para fazer,ferir,contrair,sentir.Ou como um coração que se cansa só de pensar que há ainda uma vida quase inteira para continuar na tediosa sístole e diástole.Por isso faz bem pro coração um descompasso.
   Tanto faz a linearidade dos dias:eles mudam contigo.Mudam a alma e o corpo sente as consequências.Os dias te torna o sofredor do ver,o sofredor do crer,o sofredor do ser.Te faz o amador do amor,o amador da inconstância,o amador das contradições e das mudanças.faz sorrir com a dor e exigir do amor.Dá,e tira.Não dá,e tira.
   Quem não ama a tirania da dor,depois de finda...?
   Indulgência sinto mesmo quando vejo que nada possui sentido algum...mas continua crepitando com vitalidade.Há lenha mesmo nas chamas fracas dos dias.Cedo-me mais um sorriso de complacência.Certo,errado,talvez equilibrado,tudo deve estar sendo o que é.Inclusive os corpos famintos,os rumores famigerados,e  as mãos e peitos vazios.


*
Texto meio sem pé nem cabeça,mas o melhor que consegui fazer agora...Ah,novo layout,espero que aprovem...

9 comentários:

  1. todos encontrados indulgências no caminho, metamorfóses que se transforam, depois se esvaiam.
    gostei do novo lay, ta de parabéns aqui flor!
    beijinhos :*

    ResponderExcluir
  2. A imagem fala tudo, nem necessitava do texto verbal

    ResponderExcluir
  3. Os textos sem pé nem cabeça muitas vezes são os que mais trazem "verdade" (no sentido de "visceralidade", pois sou meio avesso à verdades absolutas).

    O layout está excelente, bem leve e limpo. A foto nova do "about me" também está muito bonita!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Insistir sempre na mesma fracassada é complicado mesmo!
    se quiser, conheça meu blog http://artegrotesca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Os vilões são sempre os melhores rsrs

    ResponderExcluir
  6. Bom, é aquela coisa um tanto masoquista não quero sofrer, sei que me faz mal,mas eu gosto e foto de gostar do que não é bom, sobrepõe todo o resto, aí fica difícil.



    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Sem pé nem cabeça, mas encorpado. Assim como o layout novo. Tá com tudo!

    ResponderExcluir
  8. Certainly an indulgent character, this Joker, sad the actor passed away.

    Always looking for reciprocal Google/Blogger followers with both of my blogs. Hope this interests, will comments with both blogs.

    Thank you, Rívia.

    ResponderExcluir

Gosto de críticas,mas respondo a insultos.